E-mail, redes sociais, notícias, feed RSS, SMS e várias outras fontes de distrações nos cercam diariamente. Atender a todas elas sem perder o foco no que estamos fazendo é praticamenente impossível, mas a maioria das pessoas tenta fazer isso e o resultado não é dos melhores.

Entretanto, o italiano Francesco Cirillo criou nos anos de 1990 uma técnica de gerenciamento de tempo muito útil para a nossa década de 2010: o Pomodoro Technique.

O conceito geral do sistema é muito simples, e se baseia na simples ideia de dividir o seu período de trabalho, estudo ou outra atividade não-recreativa em períodos de trinta minutos, chamados pomodoros.

Timer oficial do Pomodoro

O livro oficial do sistema, sugere que seja usado um timer de cozinha cronometrar os pomodoros (a palavra “pomodoro” significa “tomate” em italiano, formato do timer de Cirillo), porém qualquer relógio serve. Existem softwares prontos para o Pomodoro, como o pomodoro.me.

Cada um desses períodos consistem em um período de 25 minutos de trabalho e concentração total seguido de cinco minutos de descanso. A cada quatro pomodoros o período de pausa deverá ser maior, de quinze minutos.

Durante o período de trabalho do pomodoro você não deve deixar ser interrompido. Desligue o celular, feche o email, os mensageiros instantâneos e todas as abas desnecessárias de seu navegador. Não atenda o telefone e retire tudo que lhe possa distrair de sua mesa.

É recomendado também que você anote quantos pomodoros gastou em cada tarefa, quantas vezes foi interrompido e outros dados. O livro do Francesco Cirillo aprofunda bem o assunto, permitindo um maior domínio sobre a técnica.

É um sistema bastante simples, mas seus resultados práticos são imensos. É muito útil principalmente quando combinado com os hábitos do ZTD (especialmento o hábito 4, “Faça”). Vale a pena tentar.