Terceira resenha dos livros das Crônicas de Nárnia. Leia as outras aqui.


Alerta: O seguinte texto contem spoilers.

Ficha técnica1

  • Título: As Crônicas de Nárnia
  • Autor: Clive Staples Lewis
  • ISBN: 978-85-7827-069-8
  • Editora: WMF Martins Fontes, São Paulo.

Resenha

Quinto livro publicado e terceiro na cronologia das Crônicas de Nárnia, O Cavalo e seu Menino conta a história do cavalo Brirri-rini-brini-ruri-rá (que você pode chamar de só de Bri) e o menino Shasta que, após viverem como escravos na Calormânia tentam fugir para Nárnia — e no caminho encontram a égua falante Huin e a menina Aravis que também tenta fugir para Nárnia, mas para evitar um casamento forçado.

Nesse livro, os personagens são um pouco mais desenvolvidos que nos outros livros, sendo contada mais de suas vidas antes das aventuras narradas no livro, fazendo os mesmos serem mais verossímeis.

Quanto às jornadas dos personagens em direção a Nárnia, a primeira etapa (até Tashbaan) foi narrada com uma relativa pobreza de detalhes, apesar de as aventuras de Shasta e Aravis na cidade terem sido bem interessantes de se acompanhar, além de a cidade ter sido ricamente descrita.

Contudo, as melhores partes da história são o caminho até Arquelândia — mais belo e descrito mais detalhadamente, com a aparição de Aslam — e a batalha em Anvar, que, ao contrário do que aconteceu em outros livros da série, foi narrada de modo razoavelmente completo e detalhado.

Quanto ao Aslam, em O Cavalo e seu Menino as suas aparições foram os melhores momentos do livro — como na maior parte das Crônicas de Nárnia. O Leão deu mostras de sua infindável sabedoria ajudando Shasta — ou melhor, Cor — a encontrar o caminho para Nárnia, punindo Rabadash da forma mais justa e ensinando uma dura, mas necessária, lição à Aravis.

Outros pontos positivos de O Cavalo e seu Menino que merecem ser citados são o fato de a história envolver outros países do mundo de Nárnia além da própria Nárnia e ter esclarecido um pouco sobre como foi o reinado de Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia. Esses pontos somados aos já citados fazem de O Cavalo e seu Menino uma grande história para leitores de todas as idades e épocas.

Excerto

O hálito deu a Shasta um pouco mais de confiança. Contou então que jamais conhecera pai e mãe, que fora criado por um pescador muito severo. Contou sobre como fugira, sobre os leões que os perseguiram, os perigos em Tashbaan, a noite entre os túmulos, as feras que uivavam no deserto, o calor e a sede durante a caminhada, e o outro leão que surgiu quando estavam quase chegando, Aravis ferida… Contou, por fim, que estava com fome, pois não comia nada havia muito tempo.

— Não acho que seja um desgraçado — disse a grande voz.

— Mas não foi falta de sorte ter encontrado tantos leões?

— Só há um leão — respondeu a voz.

— Não estou entendendo nada. Havia pelo menos dois naquela noite…

— Só há um leão, mas tem o pé ligeiro.

— Como sabe disso?

Eu sou o leão.

  1. Referente ao volume único com todos os livros das Crônicas de Nárnia.