Imagem: ABAthedude

Alerta: O seguinte texto contem spoilers.

Narrando a épica busca da humanidade por um novo lar, as quase três horas de Interestelar formam uma verdadeiro marco na história da ficção científica. Se não pela sua excelente narrativa, então pelo seu aprumo técnico ímpar. Mesmo tentando me isentar de fazer comparações, o filme de Nolan consegue se sair muito bem quando colocado lado a lado com outras obras-primas do gênero, como 2001: Uma Odisseia no Espaço.

Poster do filme

O filme começa mostrando de forma excelente a dinâmica da família de Cooper. O patriarca viúvo, ex-engenheiro e ex-piloto da NASA, luta para se adaptar a suas obrigações como fazendeiro. O relação entre pai e filha é o melhor feito de Interestelar em relação aos personagens — ressonando com as ótimas atuações de Matthew McConaughey e Mackenzie Foy.

Como quase todo filme de ficção científica Interestelar conta também com ótimos personagens robôs: TARS e CASE. Apesar de não serem os elementos mais memoráveis do filme, são um bom alívio cômico (principalmente TARS e seu ajuste de humor).

No futuro mostrado no filme, pragas vem extinguindo as plantações de alimentos de um mundo que regrediu a um ponto onde a tecnologia é considerada supérflua e as mudanças climáticas são cada vez mais severas. Apesar dos futuros pós-apocalipse estarem se tornando clichê na ficção científica, Interestelar acerta na mundo que desenvolveu ao não cair tentação de entregar tudo para o espectador. (Não sabemos precisamente em que ponto do futuro o filme se passa, por exemplo.)1

Outro ponto interessante, é que, ao contrário de muitos filmes sobre futuros distópicos, Interestelar não mostrou a ciência como vilã. Foi o mundo ter dado as costas para o conhecimento científico uma das causas de tudo der errado, e no fim foram cientistas que salvaram a humanidade.

Quanto a segunda parte do filme, a viagem Interstellar de fato, é preciso mencionar o uso magistral, muito mais do que qualquer outro filme que já vi, de vários conceitos científico. A presença de Kip Thorne2 como produtor e consultor do filme garantiu acuracidade quando o filme aborda assuntos como buracos de minhoca e a teoria da relatividade como pontos centrais da trama.

A deformação temporal causada pelo buraco-negro Gargantua que faz com que cada hora no planeta Miller correspondam a sete anos na Terra e as paisagens congeladas do planeta Mann entram para a lista de momentos memoráveis que marcam o capricho técnica e visual do filme.

No entanto, nenhuma das paisagens supera as que a tripulação da Endurance tem do buraco negro Gargantua. Construído a partir de modelos reais de buracos negros que Kip Thorne usa em sua pesquisa, Gargantua é um feito sem igual da equipe de efeitos especiais do filme. A simples visão do objeto astronômico é o suficiente para fazer com que todo mundo deva assistir Interestelar.

Enquanto a missão da Endurance é narrada, a trama sutilmente aborda temas profundos que partem de arquétipos universais a grandes obras de ficção. Por exeplo, o dilema entre salvar todas pessoas da Terra da extinção ou simplesmente garantir a continuidade da espécie, sem se preocupar com quem for ser deixado para trás. A luta interna para ser capaz de deixar as suas próprias motivações de lado em busca do bem comum também é abordada através do Dr. Mann.

Perto do fim, Interestelar vai além das fronteiras do conhecimento científico ao qual é tão coerente. Cooper adentra o buraco-negro Gargantua para mostrar a origem de toda a trama em uma passagem esplêndida que lembra muitas os finais de Contato e 2001. Talvez teria ficado melhor se nem todos os mistérios fossem explicados, por exemplo sem mencionar que os seres pandimensionais eram os humanos do futuro. Talvez muitos pensem diferente, mas para mim esta explicação estava óbvia e ficaria melhor se deixado a cargo do espectador.

Entretanto, considerando tudo Interestelar nos mostra, Cooper consegue completar sua missão de salvar a humanidade enquanto Nolan nos entrega uma obra singular. Apesar de ainda ser muito recente, Interestelar provavelmente resitirá muito bem ao teste do tempo.

Trailer

Ficha técnica

  • Interestelar
  • Título original: Interstellar
  • Direção: Christopher Nolan
  • Roteiro: Jonathan Nolan e Christopher Nolan
  • Elenco principal: Matthew McConaughey, Anne Hathaway e Jessica Chastain
  • Ano: 2014
  • Duração: 169 minutos
  1. No entanto, Donald cita que em sua infância “criavam coisas novas todo dia” a Terra tinha 6 bilhões de pessoas com “cada uma delas tentando adquirir tudo”. Isso possivelmente se refere à década de 2000 (já que a população mundial alcançou 7 bilhões de pessoas em 2011). Então o começo do filme deve provavelmente ser por volta de 2050 (imaginando que Donald tenha cerca de 60 anos). 

  2. Thorne é conhecido por ter sido quem sugeriu a Carl Sagan usar buracos de minhoca no livro (e posteriormente no filme) Contato.

    Kipp Thorne foi o responsável junto com Lynda Obst por elaborar a proposta original de Interestelar. Inclusive, o robô do Dr. Mann (que explodiu) era chamado KIPP.