Com áudio extraído das famosas palestras de Richard Feynman que deram origem à série de livros Lições de Física, o vídeo acima mostra o físico americano divagando sobre um copo de vinho. Muito interessante tanto para os aficcionados quanto para os leigos em ciências. Assista também legendado ou leia como essa passagem foi transcrita nas Lições de Física:

Disse certa vez um poeta: “Todo o universo está em um copo de vinho.” Provavelmente jamais saberemos o que ele quis dizer, pois os poetas não escrevem para serem entendidos. Mas é verdade que, se examinarmos um copo de vinho bem de perto, veremos todo o univero. Há as coisas da física: o líquido vivo que evapora dependendo do vento e do clima, os reflexos no copo e nossa imaginação acrescenta os átomos. O copo é uma destilação das rochas da Terra e, em sua composição, vemos os segredos da idade do Universo e da evolução das estrelas. Que estranho arranjo de substâncias químicas está no vinho? Como vieram à existência? Há os fermentos, as enzimas, os substratos e os produtos. Ali no vinho encontra-se a maior generalização: toda vida é fermentação. Ninguém descobre a química do vinho sem descobrir, como Louis Pasteur, a causa de muitas doenças. Como é vivo o clarete, impondo sua existência à consciência que o observa! Se nossas pequenas mentes, por alguma conveniência, dividem esse copo de vinho, o Universo, em partes — física, biologia, geologia, astronomia, psicologia e assim por diante —, lembre-se de que a natureza não sabe disso! Assim, reunamos tudo de volta, sem esquecer para que serve, afinal. Que nos conceda mais um último prazer: bebê-lo e esquecer tudo isso!