O terminal – motivo de temor para os novos usuários Linux – é uma ferramenta que está no coração dos usuários mais experientes. Mesmo o Ubuntu sendo uma distribuição bastante amigável onde o terminal é pouco exigido, seu uso agiliza e automatiza muitas tarefas. A instalação de programas é uma delas, ainda mais com os problemas envolvendo o Software.

Contudo, tudo que o Software faz – ou tenta fazer – é fornecer uma interface para o APT, que é quem lida com a instalação de um programa e todas as suas dependências. Neste tutorial será explicado como usar diretamente o APT para instalar programas, sincronizar o índice de pacotes e atualizar o sistema.

Executando o APT

O APT é um programa executado no terminal. Para abrir o terminal use o atalho Ctrl+Alt+t. Para executar o APT digite apt e aperte Enter. Um resumo dos subcomandos dos APT deve aparecer. Aqui vamos cobrir os subcomandos update, install, remove, search, upgrade e full-upgrade.

Para o APT poder realizar alterações no sistema, ele deve ser executado como root (o administrador do sistema). Para executar o APT como root, você deve estar logado no Ubuntu com uma conta de administrador e executar os comandos precedidos do comando sudo. No caso do APT, o comando passa a ser sudo apt. Quando um comando sudo for executado pela primeira vez será solicitado que você digite a sua senha – e nenhum caractere aparecerá enquanto você a digita.

Sincronizando o índice de pacotes

Um programa no Ubuntu é composto de um pacote e suas dependências que são armazenados em um repositório online de onde são baixados pelo APT. Para o Ubuntu saber qual é a versão mais recente de cada pacote – assim como quais são as sua dependências – ele deve ter o seu índice de pacotes sincronizado.

Para sincronizar o índice de pacotes, é utilizado o subcomando do update. Para isso digite o comando:

sudo apt update

Seguido de Enter – como todo comando do terminal.

Descobrindo e instalando um programa

Depois de ter sincronizado o índice de pacotes, para instalar a versão mais recente de um programa basta usar o subcomando install seguido do nome do pacote. Por exemplo, para instalar o player VLC, execute o comando:

sudo apt install vlc

Uma mensagem de confirmação aparecerá. Basta pressionar S+Enter. Se o seu sistema estiver em outro idioma, ao invés de S digite a letra para sim no seu idioma (Y deve funcionar também).

Removendo um programa

Remover um programa segue os mesmo moldes que a instalação. Basta usar o subcomando remove seguido do nome do pacote. Por exemplo, para remover o VLC, execute o comando:

sudo apt remove vlc

Descobrindo um pacote

Para descobrir um pacote é possível usar o subcomando search do APT. Por exemplo o comando apt search vlc retornará todos os pacotes com “vlc” no nome ou descrição. O sudo não é necessário aqui pois nenhuma alteração está sendo feita.

Atualizando o sistema

Para atualizar todos os programas do Ubuntu, assim como o próprio sistema, é utilizado o comando:

sudo apt upgrade

Contudo, este programa somente instala softwares, não removendo nenhum pacote. Se a atualização de algum pacote exige a remoção de outro, como geralmente ocorre com novas versões do kernel, o APT não realizará nenhuma ação. Para todos os programas serem instalados, mesmo que seja necessário a remoção de algum pacote, use o comando:

sudo apt full-upgrade

Mas antes de usar qualquer um dos dois programas, tenha certeza que o índice de pacotes está atualizado, como visto acima.

Parâmetros adicionais

Os comandos do APT aceitam alguns parâmetros que facilitam a vida do usuário, especialmente quando forem ser usados em scripts.

O parâmetro -y assume que a resposta para todas as perguntas é sim. Por exemplo, para atualizar o sistema sem receber nenhuma mensagem de confirmação, execute:

sudo apt -y upgrade

Já para executar o APT sem que o progesso da ação em andamento seja imprimido no tela, use o parâmetro -q. Essa opção é especialmente útil quando a saída do APT estiver sendo direcionada para um arquivo de log.

Note que com -q, o APT ainda informa quais ação estão sendo tomadas, só não dá o seu progresso. Para que nenhuma saída seja imprimida – exceto em casos de erro – use o parâmetro -qq, como no exemplo:

sudo apt -qq update

Conclusões

Por enquanto pode parecer que aprender todos estes comandos é um esforço muito maior do que simplesmente utilizar o Software. Contudo, o uso do terminal permite criar scripts para automatizar a instalação de programas – algo especialmente útil para quem faz uma instalação limpa a cada nova versão do Ubuntu.

Mais opções e informações sobre o APT podem ser optidos executando man apt. E para encerrar, execute no terminal apt moo.

                (__)
                (oo)
          /------\/
         / |    ||   
        *  /\---/\
           ~~   ~~   
..."Have you mooed today?"...